Cartão de Natal

Idéia simples e rápida para Cartão de Natal!

 
Detalhes

 
 

Projeto muito especial

Fiz esse minialbum para minha irmã.
Resgatei fotos da nossa infância e de momentos especiais que vivemos juntas. O álbum, chamado Sisters, ficou uma gracinha. Usei fitas, botões, tinta relevo, pedrarias e muita cor!
Foi muito bacana produzir este álbum, teve um significado importante pra mim.
Entreguei de presente de Natal!
Confira algumas páginas!
Bj
JW

Album da princesinha

A segunda tentativa.

O mundo cor-de-rosa é uma delícia! E foi neste clima que o segundo álbum tomou forma. A diversão foi total. É claro que há ainda muuuito o que desvendar. Mas agora, a cada novo projeto, fico mais encantada com esse universo.

Bom, confira como ficou!

JW

Páginas internas

 
  
  
  
  
  
  
  
Dobradura
  
  
   
Outras páginas
  
  
  
 

Primeiro Scrap

O mundo do scrapbooking é incrível, mas um tanto intimidador para uma iniciante. De qualquer forma resolvi arriscar. Naquele momento, não tinha praticamente nenhuma ferramenta e nenhuma conhecimento sobre as técnicas. Mas nada como experimentar pra sentir como tudo funciona.

Assim, escolhi um tema motivante para mim e mergulhei de cabeça!
Fiz dois álbinhos para meus sobrinhos. Adaptei álbuns de fotos simples e fiz páginas com o material que já tinha. Utilizei além de alguns papéis, colas e canetas, técnincas de dobradduras e material para bordados e  pedrarias também.

Abaixo seguem algumas páginas do álbum do menininho.

Dê uma olhadinha!
Bjs JW

Capa personalizada.

Páginas internas

Dobradura
 

Outras páginas

O “cheiro do ralo” é seu, é seu sim!

O que importa é que o cheiro do ralo desapareça, desde que a merda não volte para seu banheiro!

Importa também a bunda! Ah, a única coisa desejada é a bunda.

Desde que não pensem que o cheiro que sai do ralo é meu, qualquer negócio tá valendo.

Este é o retrato do mundo real! Perfeito.

O filme é brasileiro. E muito bom.
Lourenço é insuportável. Ele trabalha comprando objetos usados de pessoas que na maior parte do tempo estão desesperadas por dinheiro. Ele não sente nenhuma pena. Está a todo momento ,manipulando cada um dos seus clientes.
Sua vida começa a perder o rumo quando ele se apaixona por uma bunda.

Baseado no romance homônimo do escritor e quadrinista Lourenço Mutarelli, o filme de Heitor Dahlia foi eleito pelo júri o melhor da 30ª Mostra de Cinema Internacional de São Paulo e foi elogiado no festival de Sundance. Para o diretor, o sucesso mesmo antes da estréia se explica pelo humor cruel da história:

– Lourenço é um personagem que não tem muito caráter, que usa todo mundo que entra na loja dele. Mas ele faz isso de modo tão divertido que faz as pessoas rirem.

Para o diretor, o cheiro do ralo é “aquele lugar que todo mundo tem escondido, aquelas coisas obscuras do ser humano”.

Vale a pena assistir e refletir.